» Porque é tão difícil emagrecer?

Porque é tão difícil emagrecer?

Nossas convicções são responsáveis pelas dificuldades que temos para mudar nossos hábitos, personalidade e estilo de vida. Queremos corrigir os efeitos, mas ignoramos as causas. Buscamos todas as dietas, médicos, nutricionistas, nutrólogos, etc mas não mudamos as convicções que nos levam ao “engordamento”.

Tentamos a todo custo seguir  dicas de pessoas que conseguiram emagrecer, conhecer o caminho trilhado por elas, tomar remédios, fazer cirurgias, fazer exercícios e nos manter motivadas, mas depois de pouco tempo, tudo volta ao estágio anterior.

A decepção, o sentimento de impotência e a auto condenação devolve-nos ao velho ciclo.
Aos poucos, nós nos convencemos de que nascemos para ser gordas e que emagrecer é algo inatingível, acabamos nos acostumando com esse sentimento e seguimos infelizes. Assim a vida parece ocorrer de forma mais natural e mais fácil. Adotamos convicções de que a comida faz parte de todos os momentos de prazer e como nossas convicções estruturam a nossa vida, você irá recorrer á comida toda vez que quiser sentir prazer, ou seja, as suas convicções estão inadequadas com o que você esta buscando.
Como nossas ações são coerentes com as nossas convicções, criamos um ciclo. Por isso, você não consegue emagrecer.

Alimentamos nossas ações com justificativas e argumentos que tem como base as nossas convicções. Para emagrecer é necessário desenvolver novas convicções, só dessa forma, as suas decisões e ações serão adequadas ao que você busca.

Muitas pessoas criticam a Luciana Gimenez e afirmam que ela não é feliz e que não tem vida, na boa, não me parece que a Luciana seja uma mulher infeliz. Luciana não tem a mesma convicção que a maioria das pessoas, para ela, a comida serve apenas para matar a fome e a comida não esta associada ao prazer, a convicção de Luciana a leva para as suas ações, fazendo com que ela coma apenas o necessário para matar a forme.

Para emagrecer é necessário desenvolver padrões de convicção corretos, para que as nossas decisões sejam adequadas ao que buscamos.

Mudar convicções não é tarefa fácil, mas é possível.

Pense nisso.